As 5 Melhores Panificadoras em 2021

Ter um pão fresco e quentinho em sua mesa logo pela manhã, sem precisar ir na padaria, não é algo impossível. Basta adquirir a melhor panificadora elétrica do mercado e seu sonho se transformará em realidade.

Não se trata apenas de mais um eletrodoméstico para compor sua cozinha, mas de um investimento em sua saúde, seu bolso e em sua comodidade. Essas panificadoras domésticas estão disponíveis em vários tamanhos, funcionalidades e preços, por isso vale a pena pesquisar antes de comprar.

Essas máquinas estão ficando cada dia mais desejadas devido à qualidade e liberdade que se tem para formular os pães, sem contar o conforto e a praticidade que nos traz. Acompanhe essa resenha e encontre aquela que foi feita para você.

Melhores panificadoras do mercado 

Acompanhe o nosso ranking com as melhores panificadoras, cada uma de um fabricante diferente. 

1. Panificadora Multipane – Britânia

Melhor relação custo-benefício

Em nossa lista, essa é a melhor panificadora com ótima relação custo-benefício. Uma de suas distinções é sua capacidade de gerar 4 tamanhos de pães, com 3 alternativas de tom para a casca: escuro, médio e claro. 

Uma dessas combinações será do agrado até dos paladares mais exigentes. Tem 12 programações de fabricação, permitindo que se faça pães comuns e até geléias. Seu timer é de 13 horas, tempo mais que suficiente para preparar o pão com folga.

Outra vantagem é que mantém o pão quente por até uma hora depois de pronto. Além de seu preço acessível, faz ainda pão normal, pão integral, pão doce, pão francês e até bolo.

Trata-se de um modelo simples de higienizar e suas peças possuem antiaderentes, o que impede o alimento de grudar.

Prós

Contras

✅ Múltiplas opções de cores da crosta do pão

✅ 4 opções de tamanhos de pães

🚫 Não salva receitas personalizadas 


2. Panificadora Master Bread – Mondial

Melhor e mais completa

Se você procura a melhor panificadora elétrica com muitas opções pré-programadas, acabou de encontrar uma ótima alternativa. São simplesmente 19 programações à sua escolha, abrindo um leque imenso para fabricação de pães, massas e bolos.

Seu timer é um dos maiores da categoria: pode ser programado até 15 horas antes. E isso é uma vantagem para quem quer planejar com calma a produção. Produz também pães mais escuros, médios ou mais claros, conforme o gosto da pessoa.

A Master Bread é bem moderna, tem um vasto painel digital, com botões para formatação do produto. Você pode acompanhar todo o processo de produção pelo painel, sem necessidade de abrir a panificadora. 

Faz receitas de 500, 750 e 1000 gramas, à sua escolha. É caracterizada por sua qualidade impecável e por ter muitos recursos.

Prós

Contras

✅ Muitos programas

✅ Faz muitos tipos de receitas

🚫 Não salva receitas personalizadas 


3. Multipanificadora La Panina – Cadence

Pequena e simples de usar

Além de possuir 12 alternativas de programas – desde o pão rotineiro até bolo e geléia – o grande trunfo dessa panificadora é ter competência para assar por igual.

A La Panina é a melhor panificadora, completa, com muitas virtudes e tornará o seu dia a dia bem mais agradável. Você poderá escolher a rapidez da feitura, o padrão da massa e até o tom do douramento, quer seja escuro, médio ou claro.

Nessa multipanificadora é possível fazer pão francês, pão integral, pizza, cookies, sanduíche, geléia, bolo e muito mais. 

É muito simples de ser manuseada, é só colocar os ingredientes em seu interior e o resto ela faz por conta própria, isto é, bate, sova, descansa e assa. Vem acompanhada de um receptáculo dotado de Gold Flon, um material que propicia ao pão deslizar suavemente.

Prós

Contras

✅ 12 programas pré-definidos

✅ Assa por igual

🚫 Apenas 2 tamanhos de pães


4. Pan Express – Tramontina

Excelente para produção pesada

Entrando como a melhor panificadora, bem ao estilo profissional. Além de 13 programas distintos, ainda tem a vantagem de salvar até 9 receitas na memória

Outro ponto a favor é que tem divisão automática dos componentes extras enquanto prepara, como nozes e frutas no pão. Parece um pequeno detalhe, mas influencia bem no resultado final. O tempo de preparo gira em torno de 2 horas, o que não é nada mal.

Permite fazer pães com tamanhos variados, como 1,25 kg, 1 kg, 750 g e 500 g. Uma das panificadoras mais completas nesse quesito. Seu painel é bem singular, com LCD inventivo que mantém atualizadas as informações da feitura do pão.

Permite vigiar o processo sem precisar abrir o aparelho e ainda é protegido contra interrupção de fornecimento de energia elétrica.

Prós

Contras

✅ Luz interna

✅ Ágil para preparar

🚫 Preço alto


5. Panificadora Multipães – Multilaser 

Moderna, prática e funcional

Essa panificadora doméstica é indicada para quem quer fazer pães caseiros no aconchego do lar, gastando pouco e de forma orgânica. Além disso, é muito fácil de higienizar.

Possui tampa e forma que podem ser retiradas, fazendo com que a higienização seja mais ágil. Com ela você não precisa descansar a massa nem qualquer outra intercessão, pois vem municiada com 12 programas para todo tipo de receita.

É possível programar a receita com várias horas de antecedência, uma vez que conta com um timer com alcance de 15 horas. Depois de pronto, caso seja necessário, o pão pode continuar aquecido dentro dessa panificadora elétrica por até uma hora.

Seu painel de controle é grande e clean, permitindo um fácil acompanhamento de todo o processo, e ainda tem um local onde pode-se ver o pão sem precisar abrir o aparelho.

Prós

Contras

✅ Timer Grande

✅ Tampa e forma removíveis

🚫 Apenas 3 tamanhos de pães


Como escolher a melhor panificadora 

Uma boa forma de escolher a melhor panificadora que mais se encaixa ao seu perfil é comparando alguns de seus predicados. E nós lhe mostraremos abaixo as funcionalidades mais importantes para que auxiliem em sua conclusão.

Tamanho

O tamanho e modelo do espaço interno das panificadoras, sejam ranqueadas pela Proteste ou não, é diferente entre si. Isso significa que podem fazer vários tamanhos de pães e bolos. No geral, a capacidade desses produtos varia de 500g a 1500g.

Portanto, avalie bem a quantidade de pessoas que irão se servir de cada pão que fizer, pois isso é que determinará o tamanho mais indicado para você.

Para quem pretende fazer quantidades não muito pequenas na maioria das vezes em que utilizar o eletrodoméstico, sugerimos adquirir um produto com capacidade maior que 1kg. 

Caso esse não seja seu caso, então pode optar por exemplares com capacitação de até 800g.

Potência

A potência é um fator importante a ser verificado, ainda mais se você não sabe se quer uma panificadora para uso doméstico ou industrial. As máquinas para uso industrial são, obviamente, mais potentes, pois terão uma demanda de produção bem maior.

Nada impede, porém, que você adquira um modelo industrial para uso doméstico, pois tem a intenção de fazer uso contínuo do apetrecho. Lembrando que quanto mais potente for a máquina, maior será o consumo de energia.

Podemos resumir assim: mais potência é sinônimo de melhor performance e maior longevidade do produto. 

250W é uma potência boa para quem irá fazer uso esporádico e doméstico. 500W é uma boa potência para quem quer fazer uso contínuo e pesado, ou seja, industrial. Mais impulsão significa também mais rapidez e eficiência no momento de sovar e assar.

Material

Os 3 materiais mais utilizados para revestir máquinas de fazer pão são o plástico, metal, aço inoxidável ou carbono. Vamos aos detalhes:

  • Plástico: seu grande trunfo é ser isolante térmico e favorecer a diminuição no gasto com energia. É resistente e duradouro. Porém, pode contaminar solos e aterros.
  • Metal: Adapta-se facilmente ao molde do produto, tornando mais tranquila a fabricação de seu molde final, e ainda é polivalente. Porém, oxida facilmente.
  • Aço: É hiper-resistente à corrosão e dura muitos anos. É a melhor escolha para quem preza por produtos que tenham vida útil bem longa. Porém, são mais caros.

Acessórios

A maior parte das panificadoras domésticas vêm acompanhadas de acessórios para ajudar a preparar os pães. Os mais populares são a colher medidora e copos, para que se tenha mais precisão na quantidade de elementos a ser colocada na máquina.

Muitos vêm acompanhados também de um livro de receitas e um gancho cuja finalidade é ajudar a levantar a alça da forma, já que estará quente quando o alimento for finalizado. Mesmo assim é aconselhado usar luvas para efetuar esse procedimento.

Perguntas frequentes 

É realmente útil ter uma máquina de pão?

Não temos a menor dúvida de que ter uma máquina de pão não apenas é útil, mas, para alguns, até mesmo necessária.  Você não precisa se esforçar nem gastar tempo para fazer o pão, a máquina faz tudo sozinha. Além disso, saberá exatamente o que leva o pão, o que é interessante, principalmente para quem procura uma dieta melhor para a saúde.

Como funciona uma máquina de pão?

É muito simples o funcionamento de uma máquina de fazer pão. Basta conseguir os ingredientes necessários e inserir na máquina.
Assim ela fará o restante, ou seja, misturar, amassar até chegar na textura ideal, colocar a massa para descansar e, em seguida, assar. O seu único trabalho será consumí-lo depois de pronto.

O que fazer se o pão não crescer?

Caso o pão não cresça, pegue uma colher de chá de fermento e dilua em uma xícara de água morna e uma colher de sopa de açúcar. 
Deixe a mistura agir por 10 minutos aproximadamente, até que fique com 1,5 cm a 2,5 cm de espuma. Se não funcionar, tente novamente com fermento novo.

Para que serve uma panificadora?

A panificadora serve para fazer pães, massas, panetones, bolos e até geléias.

Qual a Melhor Marca de Panificadora?

A nossa marca preferida é a Tramontina. Seu aparelho possui tecnologia de ponta, à frente da maioria dos concorrentes. Para se ter uma ideia, ela possui fórmula de preparo até para massas com grãos, um processo mais melindroso. Boa também para grandes solicitações.

Porque o pão fica com buraco?

Os buracos se formam no pão devido às bolhas de ar e redes casuais de glúten que se formam. Esses buracos, na maioria das vezes, são bem charmosos. 
Um atrativo a mais que muitos padeiros fazem questão de criar. Importante salientar que, depois do primeiro aumento, não se aconselha esburacar a massa.

O que acontece se não colocar sal no pão?

Sem o sal a farinha é hidratada de modo muito mais eficaz, razão pela qual alguns padeiros, inclusive, preferem métodos que não usam o sal. 
Se acrescentado em pequenas quantidades apenas, o sal favorece o aumento do volume do pão, aproximadamente 2% da porção de farinha.

Conclusão: qual a melhor panificadora 

Para responder a pergunta sobre qual a melhor panificadora doméstica do mercado escolhemos a Panificadora Mondial, Master Bread, 127V, Preto, 700W – NPF-53

São simplesmente 19 programações à sua escolha, abrindo um leque imenso para fabricação de pães, massas e bolos.

Seu timer é um dos maiores da categoria: pode ser programado até 15 horas antes. E isso é uma vantagem para quem quer planejar com calma a produção. Produz também pães mais escuros, médios ou mais claros, conforme o gosto da pessoa.

A melhor  panificadora elétrica com a relação custo-benefício é a Panificadora, Multipane, 550W, Branco, 110v, Britânia. Uma de suas distinções é sua capacidade de gerar 4 tamanhos de pães, com 3 alternativas de tom para a casca: escuro, médio e claro. 

Uma dessas combinações será do agrado até dos paladares mais exigentes. Tem 12 programações de fabricação, permitindo que se faça pães comuns e até geleias. 

Você pode gostar também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *