Como Escolher o Whey Protein Ideal? Dicas para Comprar o Seu

A ingestão de suplementos é cada vez mais comum para praticantes de atividades físicas e atletas, com alguns produtos que já fazem parte do dia-a-dia e complementam a alimentação. E você, sabe como escolher o whey protein ideal? Dicas para comprar o seu!

São diversos tipos de whey disponíveis no mercado, cada um deles proporcionando objetivos diferentes e oferecendo concentrações variadas do macronutriente para seus consumidores, buscando por sabor e fórmulas que atendam suas necessidades e desejos.

Como Escolher o Whey Protein Ideal? Dicas para Comprar o Seu

Saiba você também como escolher o melhor suplemento para suas metas e preferências.

Como escolher whey protein?

Para realizar a escolha do suplemento corretamente, é necessário levar em consideração diversos fatores que podem trazer os resultados esperados e proporcionar prazer no momento da ingestão, garantindo que a sua inserção na dieta seja feita de maneira mais fácil e natural.

É essencial saber quais os objetivos estão sendo buscados com o consumo do whey, optando pelo tipo de fabricação mais correto para atingir as metas, observando a composição e os ingredientes que fazem parte do produto, optando pelos melhores whey protein concentrado, isolado ou hidrolisado.

O sabor também deve ser agradável para que o consumidor sinta-se incentivado à ingestão e possa obter prazer em sua alimentação, visando o melhor custo e benefício para atender às condições financeiras de cada indivíduo.

Objetivos para consumir whey

Objetivos para consumir whey

Os objetivos para o consumo do whey protein devem ser levados em consideração para realizar a escolha do suplemento certo para as metas traçadas, buscado pela fórmula e processo de fabricação mais condizentes.

Em suma, todos os tipos de whey protein são voltados para o objetivo de recuperação muscular ou hipertrofia, ou seja, o whey protein concentrado, isolado ou hidrolisado proporciona estes efeitos, sendo perfeito para o consumo de pessoas que necessitam de uma rápida recuperação com alta quantidade de proteínas após treinos aeróbicos longos, como corrida, ciclismo, natação, dentre outros.

O objetivo da hipertrofia também é bastante comum para o consumo do whey protein, pois a alta concentração de proteínas por porção proporciona o crescimento muscular, visando o ganho de massa, o que é perfeito para pessoas que praticam exercícios físicos de diversos gêneros, principalmente musculação ou voltados para força e performance.

Basicamente, podemos destacar os seguintes objetivos para consumir whey protein e quais os tipos mais recomendados para escolher o melhor suplemento do mercado.

  • Recuperação muscular: A alta concentração de proteínas após o exercício físico é uma forma de acelerar a recuperação do tecido e minimizar dores, lesões e perda de massa com esforços máximos ou de longa duração;
  • Ganho de massa: A hipertrofia é o objetivo mais buscado pela maioria dos consumidores de whey protein, sendo que neste caso a quantidade de proteínas é o que importa, adquirindo o concentrado, isolado ou hidrolisado para cumprir este papel;
  • Ganho de peso: Por conta do ganho de massa muscular, com uma dieta hipercalórica, é possível utilizar o whey protein para ganho de peso, principalmente em sua versão concentrada que apresenta a quantidade de carboidratos e gorduras pela presença de lactose, sem passar por qualquer procedimento de retirada na fabricação;
  • Emagrecimento: O whey protein em sua forma isolada ou hidrolisada é o mais recomendado para o emagrecimento, afinal é possível minimizar a quantidade de carboidratos e gorduras presentes no soro do leite e manter apenas as proteínas para conquistar o corpo desejado, desde que a dieta esteja adequada visando a perda de peso;
  • Melhora da imunidade: Uma dieta balanceada em seus macronutrientes também contribui para elevar as defesas do corpo, assim o whey protein em sua forma concentrada, isolada ou hidrolisada podem ser utilizados para atingir esta meta, pois a proteína do soro do leite contém imunoglobulinas, utilizadas para a eliminação de substâncias estranhas, atuando como potentes antioxidantes e estimulando a reação do sistema imunológico.

Ingrediente dos suplementos

Ingrediente dos suplementos

Um dos primeiros passos para saber como escolher o whey protein é observar os ingredientes que estão contidos na substância, assim é possível visualizar se o mesmo é fornecido em sua forma mais pura de proteína do soro de leite ou é mesclado com algumas outras proteínas, como a de soja que é bastante comum no mercado.

O soro do leite é o ingrediente essencial no whey protein e, preferencialmente, deve ser o primeiro elencado dentre os compostos, pois deve estar presente em maior quantidade em comparação com possíveis outros componentes.

Há versões que são denominadas como blends, ou seja, misturas que podem conter proteína de soja, maltodextrina, creatina e outras variações que variam para melhor atender os objetivos em um só produto ou até mesmo baratear o suplemento.

Alguns ingredientes que proporcionam sabor ao produto também podem estar presentes dentre a fórmula, assim como cacau em pó, canela em pó, espessantes diversos, goma xantina e alguns aromatizantes para proporcionar uma experiência olfativa mais prazerosa aos compradores.

A presença de lactose dentre os ingredientes do whey protein varia em relação ao seu tipo comercializado, sendo que o concentrado possui este composto, enquanto o isolado e hidrolisado passam por processos que removem-na.

Sabor agradável ao paladar

Sabor agradável ao paladar

Agradar o gosto pessoal de cada consumidor também é um dos passos de como escolher o whey protein ideal, afinal, além de apresentar uma composição excelente, o paladar também deve ser prioridade para que a ingestão diária seja prazerosa e incentivada.

Os sabores mais tradicionais encontrados de whey protein do mercado são: chocolate, baunilha e morango. Algumas marcas já apostam em composições mais exóticas, com opções para agradar qualquer paladar, encontrando versões como:

  • Cookies and cream
  • Beijinho
  • Sorvete de baunilha
  • Maracujá
  • Leite ninho
  • Doce de leite
  • Pistache
  • Torta de limão
  • Iogurte
  • Abacaxi
  • Churros
  • Banana
  • Amendoim
  • Milho verde
  • Chocolate branco
  • Coco

São diversas opções para agradar o consumidor, sendo que a maioria dos sabores exóticos são fabricados na versão de whey protein concentrado, com maior abertura para elevar a quantidade de carboidratos presente na formulação, com versões mais encorpadas e que disponibilizam gostos mais presentes e característicos.

As versões isoladas e hidrolisadas também apresentam algumas opções diferenciadas, tal como doce de leite, maracujá e napolitano, por exemplo, além das tradicionais morango, chocolate e baunilha, com menos opções devido à restrição necessária para a obtenção da tabela nutricional esperada com a redução de carboidratos, gorduras e valor energético.

Melhor custo-benefício

Melhor custo-benefício

O uso do whey protein é diário para muitas pessoas, sendo consumido por atletas e praticantes de atividades físicas diárias, assim o custo e benefício é uma necessidade no momento de observar como escolher um bom whey protein.

O valor do produto está diretamente atrelado ao seu processo de fabricação, podendo optar dentre 4 versões:

  1. Concentrado: É o whey protein de melhor custo e benefício para quem não possui uma alimentação restrita em carboidratos e gorduras, destacando-se como o mais barato desta categoria, com valores que variam entre R$70 a R$140 por kilo;
  2. Isolado: Por sofrer processos de fabricação para a retirada de carboidratos e gorduras do soro do leite, esta é uma versão mais cara do whey protein, encontrando o suplemento pela média de R$120 a R$180 por kilo;
  3. Hidrolisado: Com a quebra das proteínas para aminoácidos mais disponíveis, sendo absorvido de maneira rápida pelo organismo, o hidrolisado é o mais caro do mercado, sendo consumido por quem apresenta alguma alergia ou problema com o consumo dos outros whey protein citados acima, com média de R$150 a R$200 o kilo;
  4. Blends: Além de suas formas puras de whey protein, há alguns produtos que disponibilizam misturas tanto entre os 3 tipos disponíveis no mercado, quanto com outras proteínas, como a de soja, e até mesmo com hipercalóricos, com média de valores entre R$50 a R$120 o kilo.

Conclusão

A escolha do whey protein ideal varia de acordo com o objetivo de seu comprador, buscando a melhor forma que atenda suas necessidades e desejos, desde que esteja aliado com uma dieta e uma rotina de exercícios para atingir a mesma meta traçada.

O sabor do produto também deve ser levado em consideração para estimular o seu consumo, sendo prazeroso e fácil inserir o suplemento no cotidiano, buscando por ingredientes e fórmulas de alta qualidade e com os compostos desejados visando os objetivos, com composições mais puras e com maior quantidade de proteínas disponível, além de blends com mescla de ingredientes.

Há diferentes custos e benefícios que variam de acordo com a composição escolhida e a marca fabricante, com versões que podem enquadrar-se perfeitamente na possibilidade financeira de todos os interessados.

Ainda tem dúvidas sobre whey protein como escolher? Deixe nos comentários!

Você pode gostar também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.