Cadastro Newsletter
Busca
PUBLICIDADE
Prêmio CP - 29/09/2016
31/08/2012 - 16h16
A hora do café, com aroma brasileiro
Governo e representantes do setor se unem para investir R$ 26 milhões num plano de marketing que utilizará o slogan "Brasil, País do Café" para promover a imagem da cafeicultura brasileira.


“O mercado de cafés brasileiro está hoje muito acomodado. Faltam ações promovidas pelo Ministério da Agricultura e pela própria indústria para fortalecer a imagem da produção nacional”, disse Ivan Zurita durante o lançamento do Duo Grão, no último mês de abril, uma de suas últimas participações como presidente da Nestlé, cargo hoje ocupado por Juan Carlos Marroquin. A análise de Zurita mostra que ele estava mesmo certo. Tanto que o Departamento do Café (DCAF), órgão subordinado à Secretaria de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, acaba de anunciar um aporte de R$ 26 milhões para, em parceria com representantes do setor, como a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), investir num plano de marketing que utilizará o slogan "Brasil, País do Café" para promover a imagem da cafeicultura brasileira internacionalmente.

De acordo com informações do jornal Valor Econômico, ações ancoradas na diversidade, origem, qualidade e sustentabilidade dos grãos cultivados em solo nacional serão divulgadas entre 2013 e 2016, aproveitando os eventos esportivos sediados no País, como o Mundial da FIFA de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. O objetivo é elevar a importância do Brasil no cenário mundial do café. Hoje, o Brasil consome apenas 27 das 55 milhões de sacas produzidas ao ano, o que garante ao País a liderança mundial em produção. Mas em consumo, a dianteira é dos Estados Unidos.

O Brasil vem logo atrás, com um consumo per capta de 4,4 quilos de café torrado – o equivalente a cerca de 82 litros ao ano. São 4,6 mil xícaras consumidas por segundo. Mas o volume ainda é inferior ao consumo de aproximadamente 13 quilos por habitante ao ano nos países nórdicos, como Finlândia, Noruega, Suécia e Dinamarca. A previsão da Abic é que o consumo de café no Brasil passe de 19,72 milhões de sacas entre novembro de 2010 e outubro de 2011 para cerca de 20,41 milhões de sacas em 2012. A entidade estima que as vendas do setor alcancem o valor de a R$ 7,7 bilhões até o fim deste ano, ante os R$ 7 bilhões obtidos no ano anterior.

Fonte: Meio&Mensagem - 31/08/2012

Editora Nova Gestão Ltda. | Tels.: (11) 3562-3166 | (11) 3562-3170


Site desenvolvido por Lucia Cavalcanti