Cadastro Newsletter
Busca
PUBLICIDADE
Prêmio CP - 29/09/2016
18/04/2012 - 11h28
Sindicato de bares de Sorocaba teme que fechamento cause desemprego
Projeto de Lei foi aprovado na cidade nesta terça-feira (18). Existem na cidade aproximadamente 900 bares cadastrados.


Somos vítimas de um problema coletivo e infelizmente muitos serão desempregados”, disse o presidente do sindicato dos bares, restaurantes e hotéis de Sorocaba, SP, Antônio Francisco Gonçalves ao G1 na manhã desta quarta-feira (18).

O desabafo foi por conta de um projeto de lei que prevê o fechamento dos bares da região central e da periferia às 23h aprovado pela Câmara Municipal nesta terça-feira (17). Para o promotor da Vara da Infância e Juventude, Antônio Farto Neto, a medida irá evitar que menores frequentem estes locais, além de facilitar o trabalho da fiscalização.

De acordo com o Sindicato Patronal,  aproximadamente 900 bares e lanchonetes são cadastrados no município. O representante do sindicato informou que é totalmente contra a decisão. “Não é fechando um bar que nós vamos acabar com o problema da violência. O poder público deveria estudar uma forma de diagnosticar onde há problemas e não generalizar,” desabafa.

Representantes do sindicato devem se reunir nos próximos dias para discutir a decisão. Os comerciantes que desejarem manter os bares em funcionamento após este horário deverão solicitar um alvará especial junto à prefeitura. Para isso, os bares terão que cumprir uma série de regras, como exibir um laudo de isolamento acústico para música ao vivo, seguranças com autorização da polícia, entre outros.

PM
A Polícia Militar também se manisfetou sobre a medida. O capitão da corporação na cidade informou que é totalmente favorável a esta decisão.

"A lei vai ajudar não somente a situação criminal, vai também inibir a embriaguez ao volante, ou seja, as ocorrências podem e devem cair," diz Vanclei Franci. O projeto, que segue para sanção do prefeito Vitor Lippi, deverá valer em até 90 dias.


Na região
Em Cabreúva, SP, um projeto semelhante foi aprovado em setembro do ano passado. A lei estipula os horários de funcionamento dos estabelecimentos comerciais da cidade. Nas vésperas de feriados e finais de semana, bares e lanchonetes podem ficar abertos até a meia-noite. Restaurantes e pizzarias fecham as portas às 2h.

Um balanço da Polícia Militar mostra que os índices de criminalidade diminuíram depois da determinação. A perturbação de sossego durante a noite caiu 80%; embriaguês ao volante, 30%,  e a violência doméstica teve ocorrências diminuídas pela metade.

Fonte: G1 - 18/04/2012

Editora Nova Gestão Ltda. | Tels.: (11) 3562-3166 | (11) 3562-3170


Site desenvolvido por Lucia Cavalcanti