Cadastro Newsletter
Busca
PUBLICIDADE
Prêmio CP - 29/09/2016
Fotolia / bloomua
24/1/2014 - 09h20
Ninguém planeja falir, mas é possível falhar no planejamento
Uma coisa é clara: seu sucesso financeiro depende, principalmente, do que você faz antes de abrir as portas do estabelecimento para o público



O nível de falência de restaurantes é um dos mais altos da área de varejo. Algumas estimativas citam algo como cerca de 80% nos primeiros cinco anos, e duas em cada quatro operações nunca verá o seu primeiro aniversário. A década atual é, provavelmente, a mais competitiva na história da restauração. Dezenas de estabelecimentos abrem, e fecham, todos os dias.

Sei como é difícil sobreviver em um clima de crescente regulamentação governamental, impostos absurdos, aumento da concorrência, sofisticação dos clientes e indisponibilidade de mão-de-obra qualificada.

Ninguém iria investir tempo e dinheiro num estabelecimento de alimentação fora do lar, se não acreditasse verdadeiramente em ser bem sucedido. Empreendedores são tomadores de risco. Quanto mais conhecimento e experiência você tem, mais você acredita em ser bem sucedido. A experiência é uma grande professora, mas, lamentavelmente, muitas vezes aprendemos mais com os nossos erros do que com os nossos sucessos.

Até há alguns anos atrás, ainda era possível trabalhar com a política da ´´tentativa e erro´´. Hoje, esta estratégia não é mais permitida pelo próprio mercado. Um erro custa muito mais do que você pode imaginar e é, praticamente, impossível se recuperar. Alguém vai tomar o seu lugar.

Hoje, o gestor independente precisa mais do que apoio financeiro para permanecer no negócio. É preciso ter um plano de negócios. Muitas das coisas que podem levar seu empreeendimento à ruína financeira como recessão, inflação, desemprego, taxas de juros e legislação, não estão sob seu controle direto. E estes fatores devem ser administrados. O controle de custos é a sua ferramenta de defesa e proteção. É preciso diminuir ao máximo o risco de falhas tanto quanto possível, antes de investir tempo e dinheiro em um novo negócio.

O pré-planejamento é crítico, e ele não pode parar uma vez que o empreendimento está instalado e funcionando. Assim como o controle de custos não é apenas um programa pontual, mas algo que deve estar presente em toda a vida da empresa. Se você não tiver um sistema de controle de custos implementado – e funcionando – tenha certeza que alguns de seus concorrentes o terão.

Planejamento é uma estratégia utilizada por qualquer profissional de qualquer área de atividade que pretenda ter sucesso no seu negócio. E os controles de custos são para saber onde você está indo, não para descobrir onde você esteve.

E, isto não é válido somente para quem está se iniciando neste, ou em qualquer outro, ramos de atividade. Mesmo que seu restaurante já exista há algum tempo, faça um plano de negócios, reveja seu planejamento e coloque tudo no papel. Este é o melhor compromisso que você pode assumir com você mesmo.

Ao sucesso!


Fonte: Blog do Banas (www.unimarket.com.br)
Editora Nova Gestão Ltda. | Tels.: (11) 3562-3166 | (11) 3562-3170


Site desenvolvido por Lucia Cavalcanti