Cadastro Newsletter
Busca
PUBLICIDADE
Prêmio CP - 29/09/2016
22/1/2014 - 11h00
Bares driblam proibição a cigarro com drinques feitos com tabaco
Alguns barmen nos Estados Unidos estão driblando a proibição ao fumo em locais fechados com drinques em que o tabaco é uma das estrelas dos coquetéis


A ideia original é do bar Father´s Office, que criou um xarope de açúcar com infusão de tabaco para seu drinque Oaxacan Fizz, feito também com mescal, limão, Cynar (aperitivo à base de alcachofra). Logo o conceito acabou se espalhando para outros bares.

A maior dificuldade dos donos do Father´s Office foi justamente descobrir qual a melhor matéria-prima para o ingrediente. ´´Desmontamos um cigarro comum e tentamos fazer uma infusão, que acabou ficando horrível´´, disse o chef Sang Yoon, um dos donos do bar.

´´Também cortamos charutos e ficou com gosto péssimo. Tentamos rapé, também não funcionou´´. A solução final foi usar tabaco de cachimbo, que não tinha tantos aditivos para conservação.

Níveis seguros
Yoon sabe que está lidando com um ingrediente controverso. ´´As pessoas que fumam adoram a bebida e quem não fuma fica dividido´´, disse ele à rádio norte-americana NPR.

Outros bares também estão testando versões diferentes de tabaco como base para drinques. No Charley, em Washington, o Step-Dad leva conhaque, Cynar e bitter de tabaco feito pelos próprios barmen.

Já no bar PX, na Virgínia, uma série de diferentes tipos de tabaco compõem um ´´chá´´ que vai em um drinque à base de bourbon batizado como Smoker´s Delight ("alegria do fumante", em inglês).

Há também bebidas prontas que levam a erva, como um licor à base de tabaco e vodcas com infusão de menta e tabaco, entre outras.

Cientistas apontam, no entanto, que bebidas com tabaco podem ser perigosas porque não há como medir quanto do ingrediente a pessoa está ingerindo.

´´Você se lembrar que nicotina era usada como inseticida, então é como se eles estivessem colocando pesticidas dentro da sua bebida´´, alerta Stanz Glantz, pesquisador da Universidade da Califórnia. ´´Seria muito fácil ter uma overdose de nicotina líquida em um drinque´´. 

Fonte: UOL - 16/01/2014

Editora Nova Gestão Ltda. | Tels.: (11) 3562-3166 | (11) 3562-3170


Site desenvolvido por Lucia Cavalcanti