Cadastro Newsletter
Busca
PUBLICIDADE
Prêmio CP - 29/09/2016
Fotolia / Africa Studio
20/1/2014 - 10h34
Redes de fast food se expandem e miram o interior
Com lojas mais compactas, que exigem um investimento relativamente pequeno, o Subway tem liderado a expansão regional



O apetite do brasileiro pelo fast food é tão grande que mesmo redes estabelecidas no País há décadas, como o McDonald’s e o Bob’s, buscam acelerar sua expansão para ocupar espaços antes de “novatas” como a Subway e o Burger King.

Enquanto o McDonald’s abriu um total de 178 pontos de venda em 2013 - 85 restaurantes e 93 quiosques de sorvetes -, o Bob’s diz ter inaugurado 140 unidades no País, mas não revela a proporção de quiosques e lanchonetes.

A disputa no mundo das refeições rápidas agora é pela conquista das cidades menores e também das periferias das principais capitais. Com lojas mais compactas, que exigem um investimento relativamente pequeno, a partir de R$ 250 mil, o Subway tem liderado a expansão regional.

Só no ano passado foram 340 inaugurações, para um total de 1.388 lojas em dezembro. Para 2014, as expectativas da empresa seguem fortes, com a meta de abrir pelo menos mais 360 pontos de venda.

Os pequenos municípios estão no radar de Roberta Damasceno, gerente nacional da Subway no Brasil. Com 14 agentes de desenvolvimento regional, a rede está apostando em pontos alternativos, como postos de gasolina e terminais rodoviários.

“Cabemos em espaços a partir de 40 metros quadrados. O planejamento é bastante agressivo. Nossa meta é chegar a 8 mil unidades em dez anos. Ainda faltam 7 mil”, diz a executiva.

Uma tendência forte entre as redes tradicionais são os quiosques. Tanto é assim que o McDonald’s abriu mais unidades deste tipo do que restaurantes de maior porte. Segundo fontes do mercado de food service, o apetite pelo formato mais compacto é consequência direta da margem mais alta do sorvete em comparação aos hambúrgueres.


Fonte: Exame - 20/01/2013
Editora Nova Gestão Ltda. | Tels.: (11) 3562-3166 | (11) 3562-3170


Site desenvolvido por Lucia Cavalcanti