Cadastro Newsletter
Busca
PUBLICIDADE
Prêmio CP - 29/09/2016
24/09/2013 - 08h50
Governo adia aumento de impostos para cervejas e bebidas frias
Agora, o aumento, previsto para o dia 1º de outubro, será feito apenas no ano que vem.


O governo decidiu postergar o reajuste dos impostos que incidem sobre cervejas e outras bebidas frias, como água e refrigerantes. Agora, o aumento, previsto para o dia 1º de outubro, será feito apenas no ano que vem.

A nova data para o reajuste ainda não está definida, informou nesta segunda-feira (23) o secretário-adjunto da Receita Federal, Luiz Fernando Nunes.

Com isso, ficam temporariamente congeladas as alíquotas de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), PIS e Confis para o setor.

Segundo Nunes, a decisão pelo adiamento foi anunciada a empresários do ramo pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, na semana passada em reunião realizada em São Paulo.

´´O setor colocou as dificuldades que vem enfrentando no momento e, por essa razão, o gabinete do ministro decidiu postergar a decisão de reajuste´´, disse.

No ano passado, ficou estabelecido pelo governo que o reajuste para o setor de bebidas seria feito anualmente nos meses de outubro. Nunes afirmou, contudo, que outras variáveis têm de ser avaliadas para a decisão de aumentar a tributação, como as dificuldades enfrentadas pelo setor e seu reflexo no mercado de trabalho.

´´Simulações foram submetidas ao ministro [pela Receita Federal] e ele decidiu pela linha do adiamento. A decisão do ministro é de colocar para o ano que vem´´, afirmou.

Segundo Nunes, é ´´provável´´ que um novo decreto regulando os reajustes de impostos no setor tenha de ser editado diante da decisão de adiar o aumento.

Fonte: Folha de São Paulo - 23/09/2013

Editora Nova Gestão Ltda. | Tels.: (11) 3562-3166 | (11) 3562-3170


Site desenvolvido por Lucia Cavalcanti