Cadastro Newsletter
Busca
PUBLICIDADE
Prêmio CP - 29/09/2016
14/12/2012 - 10h31
Decreto da Prefeitura do Rio torna 14 bares Patrimônio Cultural
Botequins estão espalhados por zonas Sul e Norte, Centro e Subúrbio. Eles são considerados locais que traduzem o espírito carioca de festejar.


Catorze bares e botequins do Rio se tornaram "Patrimônio Cultural Carioca" através de um decreto assinado pelo prefeito Eduardo Paes e publicado no Diário Oficial do município nesta quarta-feira (12). Os estabelecimentos receberam o título por serem considerados "como locais de convivência democrática que traduzem o espírito carioca de comemorar, de reunir, de festejar", segundo o decreto.

Um dos escolhidos é o Bar Adônis, cujo dono, Joaquim Antero completou 58 anos na quarta-feira. "É meu presente de aniversário. Estou muito emocionado. Estou aqui dentro desde criança", afirmou o proprietário do bar, que funciona desde 1952, em Benfica, no Subúrbio do Rio.

Antero acredita que a tradição familiar é um dos diferenciais do Adônis, cuja administração iniciada com o seu pai já está na terceira geração. Os filhos de Antero, Gabriel, de 22 anos, e Isabelle, de 27, comandam o Bar Adônis junto com ele, além de um novo bar - o Antero - aberto recentemente no Shopping Nova América.

"A tradição e o modelo de se trabalhar são alguns dos diferenciais. Além do bacalhau, do bolinho de bacalhau e do chopp, com serpentina à moda antiga, que está sempre bem gelado", completou.

O Adega Pérola, em Copacabana, na Zona Sul da cidade, também recebeu o título de "Patrimônio Cultural Carioca". "Há dois anos, a Adega Pérola correu o risco de fechar. Mas dois frequentadores e eu nos juntamos e compramos o bar. Não podíamos deixar que acabasse. Ficamos muito felizes com o título por acreditarmos que o Pérola merece ser preservado", contou o empresário Marcelo Paulos, sócio dos frequentadores Ricardo Martins e Heitor Linhares. O bar foi fundado em 1957 por quatro irmãos portugueses.

Outro bar agraciado é o Armazém Cardosão, em Laranjeiras, Zona Sul da cidade. "Não imagina o tamanho da felicidade. Me orgulho muito de levar este estabelecimento local para dentro do cenário do carioca", afirmou Eduardo da Silva Vieira, proprietário do botequim há 12 anos.

Confira a lista dos bares que passam a ser Patrimônio Cultural Carioca

1) Adega da Velha (década de 1960) – Rua Paulo Barreto, 25 lojas A e B – Botafogo;
2) Adega Pérola (1957) – Rua Siqueira Campos, 138 loja A – Copacabana;
3) Armazém Cardosão – Rua Cardoso Júnior, 312 – Laranjeiras;
4) Bar Adônis (1952) – Rua São Luiz Gonzaga, 2156 loja A – Benfica;
5) Bar Bip Bip (1968) – Rua Almirante Gonçalves, 50 loja D – Copacabana;
6) Bar e Restaurante Cervantes (1955/65) – Rua Prado Junior, 335 loja B – Copacabana;
7) Café e Bar Brotinho (Bar da Dona Maria) (decada de 1950) – Rua Garibaldi, 13 – Tijuca;
8) Café e Bar Lisbela (Bar da Amendoeira) (anos 1950) - Rua Conde de Azambuja, 881 – Maria da Graça;
9) Café e Bar Pavão Azul (1957) – Rua Hilário de Gouveia, 71, loja – Copacabana;
10) Casa da Cachaça (1960) – Avenida Mém de Sá, 110 – Lapa;
11) Casa Villarino (1953) – Avenida Calógeras, 6 loja B – Centro;
12) Restaurante Salete (1957) – Rua Afonso Pena, 189 loja – Tijuca;
13) Bar e Restaurante Jobi (1956) – Avenida Ataulfo de Paiva, 1166 – Leblon;
14) Bar e Restaurante Urca (1939) – Rua Cândido Gaffrée, 205 – Urca.

Fonte: G1 - 13/12/2012

Editora Nova Gestão Ltda. | Tels.: (11) 3562-3166 | (11) 3562-3170


Site desenvolvido por Lucia Cavalcanti