Cadastro Newsletter
Busca
PUBLICIDADE
Prêmio CP - 29/09/2016
14/12/2012 - 09h54
Café peruano pode custar até R$ 22 mil
Os produtores têm, atualmente, duas civetas. Com a morte recente de um dos bichos, a produção anual do café caiu de 70 para 45 quilos.


Na região dos Andes, no Peru, pés de café têm os grãos ingeridos e expelidos por civetas -- pequenos mamíferos que se parecem com gatos. Esses grãos são colhidos, lavados, secos e processados.

São eles que resultam em um dos cafés mais caros do mundo, o Terra Nera. Outros produtores usam os bichanos em sua plantação, mas o que torna esses grãos mais especiais é o fato de as civetas estarem livres para caminhar entre os pés de café: não há cativeiro.

Os produtores têm, atualmente, duas civetas. Com a morte recente de um dos bichos, a produção anual do café caiu de 70 para 45 quilos.

A loja inglesa Harrods anunciou que venderá o café peruano com exclusividade. Um dos mais caros do mundo, tem preços que alcançam 6.800 libras (cerca de R$ 22 mil). Disponível apenas por encomenda, o produto virá em embalagens especiais. No caso do café mais caro, ela será de prata e ouro 24 quilates.

Por enquanto, os brasileiros que quiserem comprar o Terra Nera terão de ir até Londres. A loja não faz entregas no Brasil.

Fonte: Folha de São Paulo - 14/12/2012

Editora Nova Gestão Ltda. | Tels.: (11) 3562-3166 | (11) 3562-3170


Site desenvolvido por Lucia Cavalcanti